www.PecasdeCarros24.pt

2019-05-31 – Reportagem do 14º Convívio do Grupo Motard Os Esgota Pipas

Para veres TODAS as fotos, clica na imagem abaixo!

 

 

 

14º Convívio do Grupo Motard Os Esgota Pipas

31 de Maio, 1 e 2 de Junho – Orjais, Teixoso

 

Ano novo, espaço novo, a mesma vontade de bem servir e humildade para o fazer. É assim que resumo este fim de semana na festa dos Esgota Pipas.

Depois de voltas e mais voltas que resultaram numa mudança de local, os Esgota Pipas foram até à aldeia de Orjais. Obviamente que os motivos de todas estas mudanças, pertencem apenas ao foro interno da Organização. Certo é que – queiramos ou não – se sentiu uma certa nostalgia do antigo espaço… Certo também que este novo espaço é maior mas de resto não difere muito do anterior e, a bem da verdade, só lhe faltam mesmo mais algumas sombras no recinto da festa. Ora, as sombras não faltaram na zona do acampamento e todos ficaram satisfeitos por isso.

Outra diferença; as refeições foram servidas a 50 metros do local da festa no edifício do Centro de Dia de Orjais, no entanto, a qualidade das mesmas manteve-se. Tivemos a tradicional chanfana, o arroz de pato, os grelhados, o lombo no forno e o frango no forno. Claro, não faltou o lanche nem as cerejas!

Único ponto que mereceu alguns comentários teve a ver com alguns atrasos nas horas das refeições. Meus amigos, quando se “muda de casa”, temos que nos ambientar à nova e trabalhar com o que temos disponível, certo? Na minha modesta opinião, não há motivo para críticas, até porque não faltou a qualidade – e a quantidade – das refeições. Este vai ser, garantidamente, um dos pontos que vão ser melhorados no ano que vem.

Mesmo assim, as opiniões gerais foram positivas.

Os elementos da Organização não são muitos mas contaram com algumas preciosas ajudas de amigos para que tudo funcionasse praticamente na perfeição. Por exemplo, os balneários tiveram sempre limpeza de uma senhora que de tempos a tempos cuidou para que tudo estivesse em condições.

Quanto ao local, Orjais é uma pequena aldeia a poucos quilómetros da Borralheira e em plena N18 a caminho da Guarda. O acolhimento pelas gentes da terra foi melhor do que eu esperava – não excluindo alguns olhares de estranheza – e a adesão à festa foi muito boa. Os Motociclistas presentes também estiveram à altura e não houve confusão ou abusos de maior. Pessoalmente, acho que não deixamos má impressão e confirmei isso mesmo com o Presidente da Junta, António Pinto. Foi notória também sua preocupação com o decorrer da festa.

Um fim de semana de muito calor e muitas outras festas que acabaram por “desviar” para outras paragens algumas caras que habitualmente víamos aqui. No entanto, acabámos por ver amigos novos que ali foram pela primeira vez e vieram de norte a sul, Espanha e França. Como o espaço é maior que o antigo, arrisco a dizer que estiveram mais presenças – motards e não motards – e notou-se especialmente na noite de sábado.

Na sexta feira, o Virgílio Faleiro abriu a festa com o bailarico e conseguiu ser um “rival” contra as torneiras de bebida.

No sábado, a tarde extremamente quente fez todos procurar as sombras e acabou por não se fazer os planeados jogos. O bike wash animou parte da tarde até ao lanche.

Depois do jantar – chanfana – o recinto já estava muito bem composto e a noite de festa arrancou com a animação deste vosso criado e o bailarico como deve ser pelo João Clara e Irmãs. Pelo meio, os agradecimentos e entrega de prémios e lembranças aos muitos Clubes representados.

O strip tease atraiu ainda mais gente da aldeia e eu temia que fosse algo criticado mas, pelo contrário – pelas caras, deu para perceber que todos gostaram deste acontecimento original.

Animação e boa disposição não faltaram. Ponto!

No domingo, a voltinha matinal que nos levou até junto do edifício da câmara municipal na Covilhã e também uma paragem na feira da cereja em Ferro.

Ao almoço, tivemos ainda um pequeno sorteio e os presentes mostraram-se satisfeitos com o fim de semana.

De louvar este esforço de toda a Organização. Entre escaldões do sol, pés e pernas doridos, poucas horas de descanso e a adaptação a esta “casa nova”, pode-se dizer que as coisas correram bem neste ano de mudanças. As falhas, são perfeitamente normais e desculpáveis e acredito que em 2020 – se o local for o mesmo – elas serão corrigidas. A vontade dos Esgota Pipas em receber cada vez melhor os amigos é enorme e os apoios estão lá! Para quem não veio este ano, para o ano venha sem receios. Apenas mudou o local!

Parabéns e venha 2020!

Pessoalmente, agradeço á Organização por mais uma vez ter confiado no meu trabalho, aos amigos que reencontrei, ao Sílvio Dias, Virgílio Faleiro e João Clara pelas condições técnicas para o meu trabalho.

Texto

Raul Gomes

Fotos

Silvana Grave

Motard FM 2019

You must be logged in to post a comment Login

Comentários

%d bloggers like this: