2017-06-30 – Reportagem da 20ª Concentração do Grupo Motard da Gândara – Tojeiro

As FOTOS e os VIDEOS podem ser vistos CLICANDO AQUI!

 

20ª Concentração do Grupo Motard da Gândara

30 de Junho a 2 de Julho – Tojeiro, Montemor-o-Velho

 

Este foi o meu primeiro ano na festa do Grupo Motard da Gândara (GMG) e confirmei o que já tinha ouvido dizer por vários amigos “repetentes” nesta festa.

Bom acolhimento, comida com qualidade acima da média, espaço que cumpriu da melhor forma a sua missão e que incluía uma esplanada enorme onde havia o bar e se serviram as refeições, acampamento que ainda teve alguma sombra, instalações sanitárias com duches e uma piscina “artesanal” que fez as delicias das crianças – mais e menos novas – durante o fim de semana.

Tojeiro fica situado entre Montemor-o-Velho e a Praia da Tocha e pode-se dizer que faz a “ponte” entre os campos e o mar. Terra de gentes humildes e com aposta forte na agricultura e serviços. Não parecia mas estávamos a poucos quilómetros da Figueira da Foz e de Coimbra.

Antes do filme do fim de semana, houve algumas coisas que me chamaram a atenção neste fim de semana. A paciência de todo o staff que, apesar de não ser muito numeroso, não deixou que nada faltasse. O Luis Silva esteve todo o fim de semana a ajudar, isto apesar do grave acidente que foi vitima faz algum tempo. O João e a Vanessa – como todos – não pararam durante todo o fim de semana e fizeram tudo para acolher da melhor forma os amigos. O GMG é um grupo que gosta de receber bem quem os visita e a prova foi dada neste fim de semana.

Quanto á festa em si, na sexta feira uma grande surpresa; Um delicioso leitão assado ao jantar que agradou a 99% dos presentes (1% não gostavam mesmo de leitão…). Foram “apenas” 12 leitões que desapareceram e que bons que estavam.

Da animação, tocaram os jovens Black Stone e a Banda Leaf. Os presentes estavam a meter as conversas em dia e entretidos nos copos. A noite prolongou-se animada apesar de algum frio.

No sábado, a manhã foi aproveitada para conhecer a região e ao almoço mais uma surpreendente refeição; carapaus assados na brasa (como outra opção para quem não gostava de peixe). Mais uns pontos em termos de comida para o GMG.

A tarde foi passada com uma concorrida e animada aula de zumba, com os pequenos dançarinos do grupo Anjos de Azul e com um momento que emocionou todos os presentes. Há 15 anos, Jorge teve um acidente grave de mota que o deixou paralisado e em muito mau estado, tem feito terapias de recuperação vai para 10 anos na A.P.P.A.C.D.M. (Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental) local e, foi organizada uma pequena surpresa com a ajuda de um amigo que veio de trike. O Jorge, depois de tantos anos sem andar de mota, foi dar uma volta como pendura. Lágrimas e muita emoção nestes momentos mágicos que ficam gravados na memória dos intervenientes e nos presentes. Porque isto não é só copos, há alturas em que os Motociclistas fazem coisas mágicas.

Seguiu-se o lanche (ossos bem cozidos e camarão) e houve quem – como eu – tivesse dispensado o jantar…

O jantar trouxe carne de porco à alentejana e a casa já estava cheia desde a hora de almoço sendo a “esplanada” o centro da acção.

Tivemos bailarico com a Banda Larga e apesar do frio, houve divertimento quanto baste. A noite fechou com o DJ Hard Drop. Ah e não houve strip tease porque simplesmente não havia necessidade.

No domingo, o passeio levou-nos a conhecer – por exemplo – o castelo de Montemor-o-Velho. Aí mais uma surpresa. Descobrimos que o Rúben “Kowalsky” tem dotes de guia turístico e ficámos a saber várias histórias daquele espaço.

De regresso e após algumas paragens apesar de muito calor, almoçámos e entregaram-se os prémios e as lembranças aos cerca de 40 Grupos representados.

Os 150 inscritos gostaram bastante e mesmo quem – como nós – veio pela primeira vez, ficou impressionado com tudo aquilo que o GMG fez e ofereceu. Sinceramente, não esperava que as coisas corressem desta maneira mas fiquei agradavelmente surpreendido e garanto que – se a fasquia se mantiver assim – para o ano, mais amigos virão até ao Tojeiro.

Aqui a festa é humilde, sem falsas manias de grandeza e ainda é pura.

Parabéns ao Grupo Motard da Gândara por estes 20 anos e que continuem assim.

Obrigado ao João e à Vanessa pelo convite e por nos darem a conhecer mais uma festa que fica marcada pela positiva. Obrigado ainda ao Sérgio Cantante e esposa pela “guarida” no fim de semana.

 

Texto

Raul Gomes

Fotos

Silvana Grave

Motard FM 2017

1 Comment

  1. Ruben Silva

    6 Julho, 2017 at 22:33

    Gostei imenso dos comentários. Como sempre as coisas correram da melhor forma que conseguimos com a colaboração de todos.Muito obrigado pela presença. Já agora é Kowaslki hahaha

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *