2016-05-13 – Reportagem da 19ª Concentração Motogalos 2016

foto artigo

 

19ª Concentração Motogalos 2016

13 a 15 de Maio – Barcelos

 

Desde o ano 2000 quando comecei o projecto Motard FM que nunca tinha estado presente nesta festa. Este ano, não só acompanhei como tive o prazer de a animar. Podia terminar a reportagem usando três ou quatro adjectivos mas não seria suficiente para descrever o que foi este fim de semana em pleno Minho.

Por motivos profissionais, estive sozinho neste fim de semana e foi impossível conseguir fotos de todos os acontecimentos e de forma tão boa como a Silvana Grave já vos acostumou.

 

Barcelos é uma bonita cidade que é o melhor de dois mundos. Se na parte velha temos a tradição da comida típica, os vários monumentos, muitas zonas verdes, campos a perder de vista, belas paisagens e o Cávado a deslizar preguiçosamente paredes meias com a cidade, na outra parte, temos uma cidade moderna com tudo o que precisamos para viver de forma minimamente sossegada e perto de tudo; mar, campo e cidades grandes com infra-estruturas essenciais.

O concelho de Barcelos é um dos maiores do país e com o maior número de freguesias e no ano de 1177 pelas mãos de D. Afonso Henriques recebeu a carta de foral.

Há tantos pontos de interesse nesta região que um fim de semana é insuficiente para os descobrir a todos

Como nota pessoal, foi curioso ver a que distância estava de cidades como Braga, Viana do Castelo, Esposende entre outras.

 

Quanto à festa em si, decorreu num espaço fantástico – o parque municipal – e paralelamente foram utilizadas as instalações do pavilhão multiusos contíguo. O acampamento fez-se em chão relvado e protegido pelos cedros e carvalhos. Havia inclusivamente um parque infantil para os mais pequenos.

Não faltaram as instalações sanitárias, mesas e bancos de pedra aproveitados por muitos para descansar as pernas e partilhar os lanches. As refeições foram servidas no piso superior do edifício – equipado com cozinha – e no piso inferior, o ringue acolheu o bike show.

Um enorme palco foi montado, vários vendedores compuseram a feira e não faltava espaço para estacionar as motas. Uma parte da rua exterior foi usada para as exibições de freestyle com Ricardo Domingos e André Cuko.

Em resumo, um espaço enorme e bastante acolhedor com tudo o que se precisou para este fim de semana fantástico.

 

Esta festa foi em tempos uma referência no Minho mas, depois de alguns anos em que os Motogalos perderam um pouco de força, estes últimos dois ou três anos e a contribuição desta nova Direcção, vieram dar novo alento e a pujança notou-se bem este ano.

Não sei explicar o que esta festa tem de especial mas, que se nota algo, isso nota. É daquelas em que no domingo não apetece regressar a casa. O acolhimento é irrepreensível, as refeições são de deixar qualquer um de água na boca e aposta-se no que o Minho tem de melhor, desde os rojões à minhota, passando pelo bacalhau frito servido dentro de um pão até ao pernil assado na brasa, tudo servido com boa disposição e abundância (vejam as fotos).

 

Dos espectáculos – talvez não o mais importante – tivemos na sexta feira depois do jantar, a primeira de duas exibições de freestyle com o Caldense Ricardo “Arrepiado” Domingos e o homem da “casa” André Cuko. O Ricardo ainda estava a recuperar de uma lesão mas mesmo assim, não deixou de dar espectáculo como habitualmente. O André, que jogava em casa, soube puxar bem pelo público presente com uma grande e divertida exibição. No sábado à tarde houve segunda dose igualmente espectacular.

Ainda na sexta feira, pudemos ver os Sopé do Facho Motogalos que cantou e tocou musicas tradicionais portuguesas e abriu a noite para o grande Quim Barreiros. Ele também estava a jogar em casa e o recinto estava bastante composto para o ouvir. Houve inclusivamente bailarico e tudo.

Seguiu-se o Jaimão e fez desfilar alguns clássicos bem como alguns temas novos. Não há muito a dizer deste rapaz que a brincar e a ser por vezes – e injustamente – polémico e criticado pelos “puristas”, já vai com vinte anos de carreira. Talento, doideira e humor com uma dose de parvoíce saudável fazem o Jaimão. Infelizmente, a meio da actuação, caiu alguma chuva mas não foi suficiente para estragar o show. Pelo meio, vários agradáveis shows de strip tease

A noite não se prolongou muito devido ao hospital que ali existe paredes meias com o recinto.

 

No sábado – e já seco do banho da madrugada de sexta feira – aproveitei para tentar ver a bonita cidade mas não vi nem um décimo…

Depois do almoço, tivemos novo show “2 em 1” de freestyle, o bike wash e, depois do jantar o tradicional e bastante concorrido passeio das tochas pela cidade do qual não consegui fotos. Segundo dados não oficiais, estiveram perto de 200 motos em desfile. Houve uma grande descarga de fogo de artifício.

Antes do inicio do espectáculo em palco, um momento emocionante com uma pequena homenagem ao recentemente falecido Sr. Amaro Araújo que era um dos sócios mais antigos do Motoclube. Um bonito vídeo que deixou a maioria com lágrima no olho.

Seguiu-se o agradecimento às entidades oficiais que apoiaram o evento e a entrega dos prémios do bike show.

Directamente da região do Geres, veio o Hélder Batista que cantou e tocou concertina de forma que agradou e fez mexer os presentes. Ele que também anda de mota. O público gostou.

A noite continuou com os Alcoolemia que além de mostrarem que são muito mais do que “a banda do Não Sei Se Mereço”, mostraram temas novos do mais recente álbum e revisitaram alguns antigos bem como algumas versões de temas bem conhecidos. Estiveram ao mais alto nível e continuam a recomendar-se.

A noite continuou bem animada e bem bebida com muitos amigos presentes.

 

No domingo, fez-se o passeio que – calculei – tinha mais do que duas centenas de motas. Percorreu-se a cidade e em cerca de 40 quilómetros, muito de bonito se viu da região. Fez-se uma paragem com bênção de capacetes no Santuário de Nª Sra. da Franqueira e parou-se num bonito local em Silveiros com aperitivo – quase um almoço – na Quinta das Tulipas.

O engraçado foi que durante o passeio, a abrir circulava uma viatura da organização com um speaker que ia avisando os transeuntes do que se estava a passar. Original.

Depois do magnífico almoço, entregaram-se as lembranças aos mais de cinquenta Grupos representados.

 

Muito mais haveria para dizer mas, se chegaram até aqui, garanto-vos que perderam uma festa que impressionou, quer pela quantidade de amigos presentes – cerca de 1000 inscritos – quer pelo número total de visitantes – cerca de 5000. Garantidamente, merece a vossa visita no próximo ano.

Condições oferecidas, ambiente, comida, espectáculos.

Como nota curiosa, dentro do saco da inscrição, além da t-shirt e do bordado, era oferecido um par de peúgas com o símbolo dos Motogalos.

Parabéns a toda esta Equipa – em destaque ao presidente Pedro Sousa – que soube proporcionar este belo fim de semana no coração do Minho.

 

O Motard FM viaja com a segurança dos CAPACETES CMS e a assistência da JOMOTOS – POMBAL

 

Texto e fotos

Raul Gomes

Motard FM 2016

 

As FOTOS e o VIDEO podem ser vistas CLICANDO AQUI!

1 Comment

  1. Pingback: 12 a 14 de Maio – 20º Encontro Nacional Moto Galos – Barcelos – Rádio Motard FM

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *